Municípios terão investimentos da Casal

Municípios terão investimentos da Casal

BNDES está concluindo um diagnóstico e projetos devem sair do papel ainda este ano

O presidente da Casal, Clécio Falcão anunciou investimentos de R$ 100 milhões em obras de saneamento e melhoria no sistema de abastecimento de todas as regiões do Estado. Em reunião com os prefeitos na sede da AMA, também anunciou que ainda este ano, após diagnóstico que está sendo feito pelo BNDES, o governo poderá ter novas linhas de crédito para expansão da rede.

A garantia é a de que as cidades que recebem água da Casal sejam beneficiadas e que problemas antigos possam ser corrigidos, principalmente através de parcerias que tenham modelos para viabilizar a universalização do saneamento.

O presidente da Casal, Clécio Falcão também pediu aos prefeitos a aprovação dos planos municipais de saneamento pelas Câmaras porque eles são fundamentais para os contratos de financiamentos. Falcão também anunciou planos de parcerias que passam pela anistia de débitos existentes até 2012, de multas , juros e correção para os valores existentes nos últimos cinco anos com parcelamento de 40 meses.

Os prefeitos receberam a proposta mas querem o aperfeiçoamento dela com o estudo de um encontro de contas. “Reconhecemos a existência de débitos das duas partes”, disse o prefeito Marcelo Lima, Secretário Geral, que presidiu a reunião. A não conclusão de pavimentos, por parte das empresas terceirizadas da Casal , faz com que os gestores tenham gastos a mais com a infraestrutura das cidades. A queixa, segundo a Casal, procede e poderá ser resolvida. “O encontro de contas pode trazer muitos benefícios aos municípios e  é papel da AMA promover esse tipo de debate”, acrescentou Lima. O prefeito de Santana do Ipanema, Isnaldo Bulhões sugeriu a ampliação do prazo de parcelamento tendo em vista outros inúmeros parcelamentos de débitos existentes.

A Casal, segundo o presidente Clécio Falcão, reconhece que todos as cidades  precisam de melhoria na prestação do serviço de abastecimento de água , coleta de esgoto ,troca e ampliação de rede e outros serviços. “Nós estamos sempre precisando fazer investimentos para melhorar o serviço prestado a comunidade. Se a prefeitura nos ajuda pagando em dia as contas ,reverteremos essa arrecadação no próprio município garantiu Falcão.

A Associação diz que os prefeitos querem liquidar os débitos, a exemplo do que já foi feito com a Eletrobrás e garantir novos investimentos.

 

ASCOM AMA

Categorias: Notícias Gerais

Sobre o Autor

Poste um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*